sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

Prince vezes três

E por falar em gente determinada, Prince (será que ainda podemos chamar-lhe assim ou agora mudou o nome para Asdrúbal?) também promete trabalhar muito em 2009. O cantor de 50 anos vai lançar três novos discos este ano e sem a ajuda de qualquer editora. Os álbuns vão estar disponíveis numa cadeia de lojas norte-americana e, claro, através da internet.

"MPLSOUND" e "Lotus Flower" são os nomes provisórios de dois dos discos. Electrónica, jazz e guitarras são alguns dos ingredientes deste triplo regresso. O terceiro disco tem a voz de Bria Valente. O cantor diz que a escolheu porque estava "cansado de esperar por Sade". E pelo que já ouvimos, fez muito bem.

"There Will Never B Another 1 Like Me" foi um dos temas já divulgados. "Here I come", com a voz da sua nova protegida, Bria Valente, pode ser ouvido aqui.

Björk contra a crise

2009 ainda mal começou e a palavra do ano é, sem dúvida, crise. Há quem se limite a lamentar, mas Björk mostrou mais uma vez que é uma mulher determinada. A cantora criou um fundo para relançar a economia islandesa. Quer juntar nove milhões de euros para ajudar a criar empresas social e ambientalmente responsáveis. Pode parecer uma ideia um bocadinho idealista, mas sempre é melhor do que saber que o nosso dinheiro vai para bancos e banqueiros em dificuldades.

Por cá não deve surgir nada parecido. Mas podia. Já pensaram em quanto pagaríamos para que Mariza deixasse de chorar nos concertos ou para que Tony Carreira parasse de cantar? É que a crise já é má que chegue e não há dinheiro que pague a paz e sossego...

domingo, 21 de Dezembro de 2008

The notorious Santogold

Ela é decididamente uma das melhores coisas de 2008. Santogold já é quase da família para nós e parece que o sucesso da menina não pára. É uma das participantes na banda sonora de "Notorious", uma filme sobre o falecido rapper Notorious BIG, produzido por P. Diddy. O disco chega a 26 de Janeiro e o filme um mês depois.

"Brooklyn (Go Hard)" é o tema a meias com Jay-Z e como somos uns queridos, até dizemos que podem fazer o download aqui. Vale a pena ouvir.

Um ano em grande que termina em grande: Santogold está em todas as listas dos melhores do ano, incluindo a Rolling Stone, Urb Magazine, New York Magazine, Elle, Amazon e Myspace.

Ai que mauzinhos!

O espírito natalício não chegou aos lados da Warner Music, que ontem mandou retirar todos os vídeos dos seus artistas do Youtube. A editora entende que não recebe uma justa recompensa pelos vídeos disponibilizados. A indústria discográfica está em crise mas será que uns tostões não são melhor do que nada?

Dado o peso da editora e os nomes que representa ou representou, esta é uma baixa de peso. Ou não, porque já se sabe que amanhã ou depois vai surgir uma forma de contornar o problema. Há um ano alguém já tinha demonstrado o seu descontentamento para com os senhores que mandam na Warner.

Mas quem precisa dos vídeos da Warner quando tem D. Manuel Clemente, Bispo do Porto e a sua mensagem de Natal? Depois digam que a Igreja não se actualiza...

quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

Um rigoroso exclusivo

O Lanterna Roxa já sabe como vai ser a programação de Natal de alguns canais. Aqui vai em exclusivo mundial:

SIC Mulher
“Fashion Adviser” especial. O programa que transforma as mulheres em árvores de Natal vai transformar árvores de Natal em mulheres.
“Querido mudei a casa” na Lapónia. A casa do Pai Natal vai receber melhoramentos, incluindo uma piscina exterior e uma mega caixa do correio forrada com tecidos da “Cadeirinha do Almeida”
Oprah O programa de Natal de 2005, comprado ao quilo num lote onde estão também filmes do tempo em que Anne Heche ainda era lésbica e as mulheres usavam chumaços nos casacos

Biography Channel
As vidas de Isabel Pantoja, Miguel Bosé e Maria Isabel, falados em espanhol, claro. No intervalo, enquanto “nuestros hermanos” comem umas tapas e fazem uma “siesta” é capaz de passar a história da vida dos irmãos Guedes

Canal Hollywood
“Kill Santa” filme realizado por Quentin Tarantino que conta a história de renas sedentas de vingança

“Este país não é para barbas” Javier Bardem à solta no Pólo Norte, disparando à queima-roupa sobre pinguins e esquimós

“Natália” Filme português que conta a história de uma fadista que lamenta a sorte de ter nascido a 25 de Dezembro e de ser gaga

O Natal dos hospitais

Nunca gostei do Natal dos Hospitais. Lembro-me da xaropada que começava depois do almoço e só terminava noite fora. Como só havia dois canais e estava mau tempo para brincar na rua era o pior dia das férias de Natal. Eram cantores decrépitos em play-back, apresentadores mais decrépitos ainda e pelo meio sorteios de televisores para a Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto e para o Hospital de Moimenta da Beira. Quase tão deprimente como as sms de boas festas com estrelinhas feitas de asteriscos e bonecos de neve com parêntesis.

O trauma é tão grande que nem sei se ainda faz parte da programação. Mas consigo imaginar como serão: na RTP, Eládio Clímaco e Margarida Mercês de Mello apresentam um programa onde o Tony Carreira aparece 30 vezes. Pelo meio, repetições do programa da Catarina Furtado e de “Os Contemporâneos”.

A TVI põe a Júlia Pinheiro e a Cristina Ferreira a berrar aos ouvidos de um grupo de doentes escolhidos a dedo: cheios de ligaduras, estropiados, muito pobrezinhos e tão feios que não há doutor que os ajude.

O Natal dos Hospitais da SIC vai ser nas urgências do Hospital da Anadia. Fechou? Não está lá ninguém? Não faz mal. Eles estão habituados a fazer programas para as paredes.

É por essas e por outras que Natal só nos hospitais do ER, Dr. House e Anatomia de Grey. Podem ser pirosos e lamechas, mas só duram 40 minutos.

sábado, 6 de Dezembro de 2008

Já acabou o stock de Super Bock

O festival Super Bock em Stock terminou e quem teve a sorte de lá estar deve concordar que valeu a pena. Para mim, além da confirmação de que Santogold é ainda melhor ao vivo do que em disco, foi bom descobrir novos sons.

Apesar de muita gente já conhecer Ladyhawke (a prova foi a sala principal do São Jorge cheia), para mim foi uma boa descoberta. O som e a imagem lembram, sem dúvida os anos 80, mas o resultado final tem algo de muito actual. E funciona muito bem ao vivo. "Paris is burning" ou "Back of the van" são boas formas de a ficar a conhecer.

"My Delirium" é o novo single que vai ser lançado na segunda-feira. E que vale a pena ver e ouvir.

Onde é que eu já ouvi isto?

Já dizia o Herman: a vida é como os interruptores. Umas vezes para cima, outras para baixo. Essa grande filósofa que é a Heidi Klum também diz frequentemente que no mundo da moda (e no mundo em geral, acrescentamos nós), "one day you're in and the next you're out".

Chris Martin e os Coldplay devem ter percebido isso mesmo. Ontem estavam nas nuvens com as sete nomeações para os prémios Grammy. No mesmo dia, o guitarrista Joe Satriani deu entrada com um processo acusando a banda de plágio. Diz o senhor que o hit "Viva La Vida" contém um número substancial de partes iguais à do seu instrumental "If I Could Fly" de 2004.

Já em Junho, alguém muito atento tinha reparado nisso. E fez-nos o favor de nos poupar trabalho de fazer montagens.



Pois... Se o juiz for surdo, pode ser que se safem... Ou então, sempre podem partilhar o Grammy, caso o ganhem.

sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Pink ainda mais alucinada

Ainda na onda da partilha de novidades. Pink já tem vídeo para o segundo single do álbum "Funhouse", "Sober". E aqui, difícil é descobrir qual o verdadeiro vício da rapariga. Ou serão todos?

"Circus", by Britney Spears

Britney Spears habituou-se de tal maneira à rede de segurança que as vozes distorcidas e "robotizadas" lhe dão que agora já não quer outra coisa. "Circus" está no Imeem, mas só para quem está registado. Aqui, é para quem quiser, até porque vale a pena ouvir.