quarta-feira, 30 de julho de 2008

Olhá traila fresquinhaaaaaaaaaa!

Fãs de Harry Potter e da feitiçaria em geral: como não queremos que vos falte nada e como agora é uma boa hora para ver blogs e vídeos (o chefe já saiu), aqui vai o trailer (diz que é oficial) de "Harry Potter e o Enigma do Príncipe".

terça-feira, 29 de julho de 2008

Conversa de Carol

Ana Carolina é o "Dois Quartos" e mais umas quantas preciosidades que andam por aí perdidas no YouTube. Para conferir no vídeo que se segue.

Descoberta



Céu, do Brasil, ou Vanessa da Mata sem as calorias do quindim

Frases

"Não fui celibatária. Fiz muito sexo, mas não forcei as coisas para arranjar relações. Esse foi um grande passo para mim"

Alanis Morissette, sobre como ultrapassou o fim da relação com Ryan Reynolds

E a Madonna...

também parece que não anda nada bem.




Foto "Daily Mirror", encontrada aqui

Strike two, Amy

Amy Winehouse teve de ser ontem internada de emergência. De novo. Desta vez, diz que foi por causa de uma reacção aos medicamentos. Totalmente previsível. Já é quase senso comum que Winehouse é alérgica às drogas que fazem bem.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Estas é que têm a escola toda

As Pussycat Dolls têm música nova: “When I Grow Up”. E fizeram-me recuar cerca de muitos anos no tempo, até à altura em que pobres criancinhas foram atiradas para um vídeo dos Anjos. Como se isso não fosse castigo suficiente, ainda as puseram a dizer coisas como: "Quando for grande quero ser picheleiro" ou "Quando for grande quero ser empalhadora". Com a musiquinha vinha um relogiozinho da Swatch para que com a ajuda de todos se conseguisse construir uma escolinha em Timor. É bonito.

Ora, as Pussycat Dolls nem devem saber para que lado fica Timor, logo não estão cá com coisas dessas de que bom, bom é lutar por ter um empregozinho com ordenadinho fixo no fim do mês. E se é para pedir, que seja logo em grande.

"When I grow up
I wanna be famous
I wanna be a star
I wanna be in movies"


E mais nada. Experimentassem pôr estas cinco meninas a vender relógios e veriam que o problema depois era terem de alargar o território de Timor para que coubessem as escolas todas.

Frases

"Não há uma única mãe, que eu saiba, que quisesse trocar de lugar com Angelina Jolie, mesmo que isso signifique dormir com Brad Pitt"

Michelle Golland, psicóloga, sobre Angelina Jolie e Brad Pitt quererem ter ainda mais filhos. Seis não lhes chegam?

domingo, 27 de julho de 2008

Declaração

Depois do concerto em Oeiras, tenho apenas uma coisa a dizer:

CAETANO, CASA COMIGO!

sábado, 26 de julho de 2008

Atentados ao Português

Já não bastavam os erros de ortografia nas palavras que passam em rodapé durante os noticiários. Já não bastavam os atentados ao português nas legendas das séries e filmes.

É que nem a ouvir rádio escapamos de sustos. Notícia ouvida ontem no RCP (por ironia, uma notícia sobre a língua portuguesa): "A promoção e divulgação da língua portuguesa é a prioridade da CPLP". Como? Importam-se de não repetir? É que a ouvir coisas destas ainda alguém se distrai e bate no carro da frente ou sofre um acidente doméstico.Como diria a RCP, "a sinistralidade rodoviária e os acidentes domésticos é uma causa de morte".

A prioridade da CPLP deveria ser mandar algumas pessoas para a escola primária. E mais de três atentados graves ao português deveriam obrigar à repetição de toda a escolaridade obrigatória.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

A nova melodia de Spiteri

Depois de pedidos especiais e deambulações, a Pauta Roxa volta às novidades. Sharleen Spiteri pode não dizer grande coisa à maioria, mas se calhar tudo muda de figura se falar em vocalista dos Texas.

“Melody” é o primeiro trabalho a solo da escocesa, que definitivamente decidiu separar as águas. Depois de uma rápida "ouvidela", posso dizer que dos Texas, Sharleen pouco ou nada trouxe para as 11 faixas que criou num registo que recua até aos anos 50 (eu bem disse que agora está na moda). "Melody" revela-nos que na Escócia também há soul e é embalado por ritmos que nos transportam para clubes nocturnos bem regados e cheios de fumo de charutos viciados.

A voz continua irrepreensível e a secção de metais fica-lhe tão bem. Depois de 20 anos a liderar os Texas, Sharleen Spiteri está finalmente a cantar o que lhe enche a alma.

O álbum só deve ser editado em Portugal em Setembro, mas pode ser ouvido na íntegra na Pauta Roxa. E já agora, serviço completo. Este é o vídeo do single de lançamento "All The Times I Cried".

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Carreiras na prateleira II

Aqui vai mais um caso de uma carreira na prateleira (se calhar uma das poucas coisas que está no sítio certo). Isabel Angelino, a senhora da voz estridente e estado de quase permanente histeria, que entrevista as pessoas com a mesma delicadeza que um advogado de acusação se dirige a um réu.

Isabel tem tido uma carreira à altura: festivais da Eurovisão e programas para encher chouriços são, felizmente, as raras ocasiões em que aparece no ecrã. Ao contrário de José Figueiras, que também já recebeu esta distinção do Lanterna Roxa, ela não canta o tirolês. Para felicidade de todos.

Quando ligarem a televisão e ela aparecer, já sabem: o melhor é usar protecções nos ouvidos, porque podem vir a sofrer de sérios problemas auditivos.

E aqui está a prova do talento multifacetado da Isabel: com a Popota, ela até fala baixinho...é que, apesar daquele ar idiota, sempre é um hipopótamo e o respeitinho é muito lindo.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Delta Tejo no Feminino II - O Momento

1. Primeiro que tudo, a grande novidade: Mariza não chorou, se bem que esteve perto. Tudo bem que o "Ó Gente da Minha Terra" é sempre o mote para o momento kleenex, mas desta vez a fadista aguentou-se. E só lhe ficou bem: chorar a primeira vez é muito bonito e até pode vender discos, a segunda ainda se aceita, para os mais distraídos e tal, mas a partir da terceira já é exagero, a senhora que se acalme. Quer-me parecer que Mariza já percebeu isso mesmo.

2. O que uma é de mais, a outra é de menos. Se Mariza gosta muito de ter a emoção à flor da pele, Adriana Calcanhotto é a constância em pessoa. Daquelas que às vezes até dá vontade de abanar para ver se reagem, ou pelo menos acordam. Quem gosta, gosta, quem não gosta, vá até ao palco secundário ver os Clã a ver se ela se importa.

3. Por mais que tente, Ana Carolina não foi feita para o estilo baladeiro a puxar ao coração estilo ai-que-sou-tão-desgraçada-o-meu-amor-me-deixou. Ana Carolina é raiva na voz, é indignação no tom, é mágoa na melodia, é revolta no tempo. Mesmo naquelas mais calminhas que até não lhe ficam mal, vá, como a "Carvão" ("Mas bati minha raiva no portão"). E é também o impossível feito possível: só Ana Carolina consegue pôr 20 palavras num verso que o comum dos mortais enchia com cinco e ao cantá-lo ficava sem ar à terceira palavra. Ana Carolina é isto e "Cristo de Madeira" é a prova dos nove que faltava. Foi a música e o momento do Delta Tejo no Feminino:

video

domingo, 20 de julho de 2008

sábado, 19 de julho de 2008

É preciso paciência de chinês


O chinês Zhao Bandi está muito ofendido, coitado. Então não é que os americanos andaram a brincar com o símbolo do seu país? Vai daí, processou a DreamWorks, exigindo-lhe um pedido de desculpas pela imagem depreciativa que o filme "Kung Fu Panda" transmite do símbolo nacional da China - o panda gigante.

O artista, que faz do panda um elemento constante das suas peças de arte, deve ter passado as últimas semanas a encontrar argumentos que convençam o tribunal de Pequim que recebeu o processo. E pelos vistos chegou a conclusões muito difíceis de refutar:

- Antes de mais, a afronta que considera ser um panda de olhos verdes, uma cor que dá um ar maléfico ao ursinho branco e preto. O artista espera uma explicação para a escolha da tonalidade;
- Mas a pergunta fundamental é mesmo, e passo a citar, "Por que é que o pai do panda é um pato?" Sim, porquê?, pergunto eu também sr. Bandi. Principalmente quando no "Kung Fu Panda" que passa em todos os outros países o pai do panda é um ganso! Por que é que os chineses ficaram com um pato? Ou terá sido só Zhao Bandi a ver um pato? Enfim, adiante.
O queixoso está muito preocupado que o "pato" que concebeu o panda com desejo de ser estrela de kung fu influencie, a médio prazo, os chineses pequeninos. É que podem começar a pensar que os seus antepassados se centram no Pato Donald. Palavra de Zhao Bandi.

Posto isto, está mais que visto que será um processo muito difícil para a DreamWorks, ainda para mais porque o panda Po é mesmo assustador, como se pode ver pela foto. Esperto foi o La Fontaine por não fazer nenhuma fábula com pandas. Coitadinhas das criancinhas chinesas que a lessem.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

É uma morte metálica


Fãs dos Metallica, eis a capa do novo disco, "Death Magnetic".

Imagem "Rolling Stone"

Sim, Heath Ledger está fantástico


Ainda com "O Cavaleiro das Trevas" quentinho, acabado de ver, o Lanterna confirma que Heath Ledger está fantástico no seu retrato do Joker, mais alucinado do que palhaço e até com uma espécie de tique à Miguel Esteves Cardoso.

O Joker de Heath Ledger é genial. Ponto final. Mas, para ser mesmo justa, tenho de dizer que o filme está à altura. Christopher Nolan fez definitivamente o melhor Batman dos últimos tempos e talvez até o melhor de sempre - só por ser fã do Tim Burton é que não garanto esta última parte. Todo o filme é uma metáfora dos tempos actuais, da luta pela decência em tempos indecentes (como diz uma das personagens), da força do altruísmo na era dos egoístas. E é por isso que é muito mais do que um filme sobre um homem que tem a mania que é morcego, com um actor de excepção a fazer de mau. Imperdível!

P.S. O que não se entende mesmo é que Portugal tenha de esperar até à próxima quinta-feira pelo filme. Gostava de ganhar um euro por cada português que vai descarregar, a partir de hoje, o filme na Internet.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

E tu, Horatio, quando vais?

William Petersen, o Gil Grissom de CSI, vai deixar a série no décimo episódio da próxima temporada. O actor, que já tinha estado ausente durante algum tempo para fazer teatro, diz estar cansado do seu papel. Mantém-se como produtor e poderá aparecer ocasionalmente em alguns episódios.

É pena, até porque Grissom era das personagens mais interessantes dos três séries CSI. Pode ser que David Caruso também se canse e o chato do Horatio Caine desapareça de vez dos ecrãs. Aquele ar de anjinho, os tiques para mostrar os óculos de sol e as frases feitas e supostamente com muita piada podem não cansar o actor, mas causam um esgotamento aos espectadores...

Outra novidade: Nip/Tuck não vai ter mais de 100 episódios e deve acabar em 2011. Até lá, os doutores Troy e McNamara ainda vão ter muitas oportunidades de baixar as calças e de, nos intervalos, poderem fazer umas cirurgias plásticas.

O povo é soberano

A nossa sondagem não poderia ter resultados mais claros. Orsi Fehér venceu de forma inequívoca o prémio "Eu-Não-Percebo-Nada-Disto-E-Estava-Bem-Era-Numa-Prateleira-Mas-Aqui-Me-Têm". Não sei se isto será pior do que apresentar o Fama Show. Mas é certamente melhor do que ser obrigado a ver o programa...

Obrigada, Orsi, por nos proporcionares momentos tão hilariantes sempre que falas. Temos pena de não poder mostrar a entrevista que fez a Francis Obikwelu. Mas a história vai fazer justiça e esse momento vai certamente fazer parte de futuras antologias dos momentos mais divertidos da Tv.

Mas ficam com o Herman José, a única pessoa que sabe falar orsiês...

terça-feira, 15 de julho de 2008

Adeus Olive

Aos 108 anos, morreu a blogger mais velha do mundo.

Era australiana, chamava-se Olive Riley e tinha este blogue, que esteve em baixo depois da notícia da morte.

domingo, 13 de julho de 2008

Lanterna all night long

O Lanterna Roxa aventura-se hoje na pista de dança. Sem consumo mínimo nem dresscode. E com um dj português, que já começa a ter muitos fãs e que pode ir longe. Aqui está a mix que fez para "Free" de Roger Sanchez.

E aqui estão outras misturas deste dj argarvio. Para quem gosta de música de dança, é favor não perder a mistura para "Roads" dos Portishead.

Isto é também um desafio para quem tiver misturas na gaveta. Não se acanhem e mandem para o nosso mail. Pode haver por aí um potencial DJ Vibe e queremos ajudar a descobri-lo...

Actor sofre

O programa "Inside the Actors Studio" tem revelado alguns dos segredos dos bastidores de Hollywood. Nesta entrevista, Salma Hayek conta como foi difícil fazer a cena de sexo com Antonio Banderas.

sábado, 12 de julho de 2008

Coisas que podem acontecer... ou não

Não, não vamos iniciar uma secção de tarot nem temos uma bola de cristal. Mas é um exercício interessante pegar nos rumores que correm para os lados de Hollywood e ver, daqui a alguns meses, se são verdade ou não. Dizem que não há fumo sem fogo, mas até os incêndios já não são o que eram. Daqui a algum tempo veremos...

1- Dizem que a autora de Anatomia de Grey, Shonda Rhimes, está a planear uma forma de afastar Katherine Heigl do elenco da série. Como? Da forma habitual. Fazendo com que a Drª Izzie Stevens sofra um acidente ou tenha uma doença e morra. Tudo porque a actriz disse que este ano estava fora da corrida aos Emmys. Pelos vistos, ser loira e modesta são qualidades incompatíveis para aqueles lados...

2- Diz-se também que Quentin Tarantino quer que Brad Pitt seja o protagonista do seu próximo filme, "Inglorious Bastards". Porque não? Já ficou provado que, mesmo coberto de sangue, Pitt continua a representar bem e a fazer com que as meninas se derretam cada vez que aparece no ecrã. E se Tarantino precisar de inspiração para as cenas de tiroteios, pode sempre ir até Loures.

3- Fala-se também numa possível sequela de "O sexo e a cidade". Pelo tempo que demorou a fazer o filme, quando tudo isto se decidir a obra deve chamar-se "O sexo e a menopausa" ou, na pior das hipóteses "O sexo e o lar da terceira idade". Consta que "Friends" também vai passar para o grande ecrã e que "Beverly Hills 90210" pode regressar à televisão.

Kyle troca de casa

O Kyle MacDonald está a trocar a sua casa em Kipling.

Quem é Kyle MacDonald? Um canadiano que começou um jogo de trocas na Internet. À 14ª conseguiu uma casa no centro da cidade canadiana de Kipling - oferecida pela autarquia. Agora, o canadiano, que se converteu numa celebridade da Internet, propõe-se trocar a casa. Hoje é o último dia para fazer ofertas, mas Kyle já avisou que pode perfeitamente alargar o prazo.

Mais informações aqui

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Já não há nomes como antigamente

Se acham que Tolentino ou Brígida são nomes estranhos, então andam distraídos. É que, pelos vistos, a última moda entre as celebridades é mesmo dar os nomes mais esquisitos às criancinhas que vão nascendo. Esta semana vieram ao mundo mais dois bébés que certamente não vão ter problemas de troca de identidades no futuro, tal a originalidade dos papás na escolha dos nomes.

Nicole Kidman e Keith Urban vão baptizar a sua filha como Sunday Rose. Diz o pai da actriz que a inspiração veio de uma mecenas australiana que viveu nos anos 30. E Matthew McConaughey e Camila Alves optaram por Levi para o seu rebento. "Levi é um outro nome do apóstolo Mateus", explicou o actor. Não está mal. Como a senhora é brasileira poderia ter saído um Glaeldson ou outra pior.

E a moda parece ter pegado quando Gwyneth (outro nome lindooo) Paltrow e Chris Martin resolveram chamar Apple à sua primeira filha.Pensava-se que o segundo seria Strawberry, mas ficaram-se pelo bíblico Moses...

Angelina Jolie e Brad Pitt também vão ser pais. Nem quero pensar no que vem por aí...Mas aqui vão umas sugestões. É só traduzir para inglês, que ainda fica melhor.

Os contos não se medem às páginas

Mais uma estreia no Lanterna Roxa. Ou melhor, uma estreia a dobrar (não, não bebemos, é mesmo a dobrar). Pela primeira vez vamos falar de livros e é também a primeira vez que publicamos uma sugestão enviada por quem nos lê.

No sábado às 18 horas, na Livraria 100.ª Página de Guimarães (Centro de Artes e Espectáculos de São Mamede) é apresentado o livro "Caravana", a primeira obra de Rui Manuel Amaral. São microcontos, um género que ainda não é muito popular em Portugal, mas que, dada a crónica falta de tempo que os portugueses dizem ter para a leitura, vai ter futuro.

Quem passar por Guimarães pode assistir a uma apresentação do livro feita por António Pedro Pombo e Nuno Corvacho, bem como a uma leitura de contos pelo autor. Quem tiver outros planos, mas estiver curioso, é favor dirigir-se à livraria mais próxima.

A julgar pelo vídeo, a coisa promete...

terça-feira, 8 de julho de 2008

Primeira-dama superstar

Tanto quanto sabemos, é o primeiro disco lançado por uma primeira-dama (e se não era, passa a ser). “Comme Si De Rien N’était”, o terceiro álbum da agora Madame Sarkozy, é editado na próxima semana, mas a partir de amanhã já pode ser ouvido no site de Carla Bruni.

O dinheiro proveniente da venda do disco vai todo para instituições de caridade, o que fica sempre bem. Outra coisa a favor da ex-modelo é que compôs praticamente todos os temas, limitando-se a fazer duas "covers" (uma delas de "You belong to me", de Bob Dylan). E se estavam à espera de umas piadas foleiras sobre a senhora, esqueçam. Apesar de ser muito fácil sentir uma certa inveja, porque Carla Bruni parece reunir beleza, talento e inteligência. Só não parece ter acertado muito na escolha do marido, mas todos temos erros de casting.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

E se...

Dada a confusão que se vive no futebol português, é legítimo perguntar: como seria se João Loureiro tivesse continuado a sua, digamos, carreira musical? O rapaz tinha talentos de adivinho e boa vista: irreal social é a expressão que melhor caracteriza o estado actual do país, futebol incluído...

domingo, 6 de julho de 2008

Um exemplo de bom senso

Bjorn Ulvaeus e Benny Andersson, os dois elementos masculinos dos Abba, acabaram com os rumores de que o grupo pode voltar a reunir-se. Bjorn disse ao Sunday Telegraph que "não há motivação para um regresso". "Queremos que as pessoas se lembrem de nós como éramos: jovens, exuberantes e cheios de ambição", explicou.

Mais uma vez se prova que os suecos estão muito à frente do resto do Mundo. É que de dinossauros e reformados em palco, já estamos bem servidos, obrigado.

E só por causa disso, os Abba até merecem a honra de ter um vídeo no Lanterna.

Eh pá! A sério? Que pena...

Os Delfins vão anunciar o fim da carreira. Este é nitidamente um daqueles casos em que a banda já tinha acabado há muito, mas não se tinha apercebido disso.

Se alguém ficou muito triste, pode sempre virar-se para os Polo Norte, que já vão em 15 anos e que prometem não ficar por aqui... Os que ficaram satisfeitos, tenham calma. Os Delfins ainda vão lançar um álbum e só se despedem do público para o ano.

Tenha a bondade de a auxiliar

É certo que o Lanterna tem sido simpático com esta senhora, mas as verdades têm de ser ditas. Tudo bem que esta outrora vegetariana sempre foi dada à carne, mas começa a ser preocupante. E se no tempo do "Confessions on a Dance Floor" já dava para desconfiar...


...o vídeo de "Give It 2 Me" trouxe a certeza.


Madonna só pode estar a atravessar dificuldades financeiras que a obrigaram a cortar alguns gastos. E pelos vistos cortou (ainda mais) na roupa, prescindindo de usar calças. Proponho que façamos uma vaquinha para ajudar a rainha da pop a comprar umas calcinhas. É que a 14 de Setembro, data em que Madonna vem a Portugal, já deve estar fresquinho e a senhora pode-se constipar. Começo com cinco euros. Quem dá mais?

sábado, 5 de julho de 2008

Deixem falar o Calado

Sabem o que é pior do que comprar bilhete para o Super Bock Super Rock? Assistir ao festival pela SIC Radical. O cartaz é fraquinho e não justifica o gasto, mas ver os apresentadores deste canal é algo que exige uma grande capacidade de sofrimento.

Eles saltam, tentam fazer piadas, correm atrás das pessoas, dizem disparates em série. Eles não deixam falar o Nuno Calado, o único que percebe alguma coisa de música e que tem idade suficiente para falar sobre as bandas sem fazer má figura.

Nada que espante, vindo dos mesmos apresentadores que, em plena época de exames nacionais, dedicaram um programa a ensinar os alunos a fazer cábulas. Alunos que escrevem poix em vez de pois e outras coisas indecifráveis para quem tenha nascido depois de 1995. Por essa altura, falava-se em geração rasca. Não sei o que chamar à geração SMS, mas parvinha não parece um adjectivo demasiado forte...

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Frases

"Liguei a televisão e vi o avião bater no edifício. Fiz um charro, fumei-o e voltei para a cama. Eu sabia que as coisas iam mudar. O 11 de Setembro foi provavelmente a principal razão por que estive cinco anos sem lançar um álbum".

Tricky, em entrevista ao "The Sun"

A ressaca entretanto passou e na próxima semana é editado "Knowle West Boy".

O pior visual da história da música

Mais uma vez, ainda não há decisão oficial, mas aqui está um dos favoritos. São os ZZ Top, com as suas barbas, óculos e chapéus que não lembram ao diabo. Se nos anos 80 aquilo já era estranho, imaginem agora. Assustador. Do género "Se não comes a sopa toda, chamo os ZZ Top".

Toda a gente pensava que já se tinham reformado, mas Portugal, um dos países que mais recebe bandas cuja média de idades anda pelos 180 anos, vai ter oportunidade de os ver hoje no Super Bock Super Rock. Dizem-me fontes bem colocadas que, para além da chuva, a cidade está a ser inundada por um forte cheiro a naftalina...

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Um mimo de diálogo

Com os devidos agradecimentos a Light Sneeze, aqui vai mais uma pérola da ficção portuguesa.

Em "Jaime", de António-Pedro Vasconcelos, o filho, que queria voar como o Jardel sobre os centrais, chega a casa e diz à mãe(Fernanda Serrano): "Diz à tua mãe que lhe mando um beijo.Foi o que ele disse. Diz à tua mãe que lhe mando um beijo". Com pronúncia do Norte, claro.

Os riscos do zapping

Fazer zapping é tão perigoso como andar na estrada. Não há veículos em contra-mão nem azelhas a 30 Km/h, mas corremos sempre o risco de tropeçar numa coisa muito má, como estes segundos de uma novela da TVI.

Ele: Em que estás a pensar?
Ela: Em nada...
Ele: É impossível não estar a pensar em nada.
Ela: Então, estou a pensar no que estou a pensar...

Já não havia um diálogo tão inteligente na ficção portuguesa desde o filme "Adão e Eva" e da célebre cena:
Joaquim de Almeida: Vai à merda.
Maria de Medeiros: Vai tu.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Agora escolha: Jay-Z ou Noel Gallagher?

A polémica começou muito antes do festival de Glastonbury, em Inglaterra, quando Noel Gallagher, dos Oasis, criticou o facto de o rapper fazer parte do alinhamento do evento. "No fucking chance", terá dito o guitarrista, quando se soube que o marido de Beyoncé ia subir ao palco.

Mas Jay-Z acabou por ir mesmo e abriu o seu espectáculo com uma versão muito criticada de "Wonderwall" e com um vídeo no mínimo polémico.

A troca de palavras continuou nos jornais, mas parece que toda esta confusão só serviu para que as vendas do disco de Jay-Z, que até aí não tinham sido grande coisa, disparassem em Inglaterra. Quanto ao festival, parece que foi mesmo um fiasco, apesar da publicidade extra. Gallagher, claro está, responsabilizou o norte-americano pela fraca venda de bilhetes.

Este é o famoso vídeo que Jay-Z passou e que está finalmente no YouTube.

A ópera da Mosca

O filme "A Mosca", de David Cronenberg, vai dar origem a uma ópera a estrear em Setembro, em Paris. Depois de "Tosca", temos "A Mosca". Faz sentido.

Parece que não foi fácil transformar o filme em ópera. Não sei porquê. Assim de repente, ocorrem-me logo dois actos.

A morte da mosca I
ZZZZZZZZZZZZZZZ
PUM

A morte da mosca II (com o patrocínio de Raid)
ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ
Shhhhhhhh

É um post estúpido, eu sei. Mas o cérebro demora a recuperar do lixo televisivo a que foi submetido.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Chuva de asneiras

A SIC resolveu ressuscitar o "Chuva de estrelas" com o pessoal da casa (isto da flexibilidade no emprego tem que se lhe diga). Ainda não deu um intervalo e já este programa desenterrado sabe-se lá porquê já merece algumas considerações:

1. Já ninguém se lembrava que o José Nuno Martins tinha apresentado o Chuva de Estrelas. Obrigada, SIC, por nos lembrares coisas que preferíamos esquecer.

2. Manuel Marques resolveu imitar António Variações. Além de inventar na letra, parecia que estava a ter uma apoplexia.

3. A Luciana Abreu a imitar a Jennifer Lopez? Pareceu-me mais a Luciana Abreu a imitar-se a si própria... O que, convenhamos, não é grande coisa...

4. Ideia de mestre aproveitar este programa para passar em rodapé informações sobre a programação e estreias do canal (coisa impossível de fazer na net ou nas revistas sobre televisão, tal é a velocidade com que mudam tudo). Deve ser o único dia em que alguém está a ver a SIC, pode ser que volte.

Desculpem, mas não vou ver mais, com medo que apareça o João Pedro Pais. É que já lá está o José Figueiras... e a falar alemão no meio de uma música do Tom Jones. Onde é que está o comando?

As três da vida airada

Aviso já que não digo qual delas é a Ranheta, a Cócó ou a Facada, mas aceito sugestões... Estas três aparecem mais vezes nas notícias do que José Sócrates nos telejornais da RTP. Um dia sem elas era caso para dizer "no news are good news", mas não há nada a fazer.

Comecemos por uma notícia mesmo má. Consta que Britney Spears pode voltar a aparecer nos MTV Music Awards. Já que há tantas petições on-line, não se arranja uma para este caso de desastre iminente?

Dizem também que Lindsay Lohan pode ter uma irmã, fruto de uma relação clandestina do pai. Nada que já não tenha acontecido à Alexandra Lencastre. Mas parece-nos que Lindsay não vai resistir a mais este pretexto para afogar as mágoas...

Amy Winehouse vai ter uma estátua no Museu de Cera Madame Tussaud, em Londres. É caso para perguntar, o que fizeste tu para merecer uma estátua? Ou será que a réplica vai ser usada para fazer play-back sempre que Amy não esteja, digamos nas melhores condições?



Para quem não se lembra da figura de Britney nos MTVMA, aqui vai a repetição. Certifiquem-se de que não há crianças por perto, por favor. Se as crianças se chamaremSean Preston e Jayden James, deixem-nas ficar. Já estão habituadas.

007 em versão pós-acordo ortográfico

O filme só chega em Novembro, mas o Lanterna Roxa não quer que nada falte aos seus leitores. Por isso, aqui vai o trailer fresquinho de "Quantum of Solace", a nova aventura de Bond, James Bond.

Como somos muito generosos, mostramos a versão brasileira, devidamente legendada, para que se vão acostumando ao "portugueis" pós-acordo ortográfico. Há acção (ação), sexo e conspiração em doses elevadas, é um facto (fato). E já dá para perceber por que foi uma das rodagens mais acidentadas de sempre.